Nosso posicionamento

A Cooperativa Central Aurora Alimentos acredita na qualidade, na ética e na sustentabilidade como premissa básica para o desenvolvimento do bem-estar animal, do bem-estar humano e do equilíbrio com o meio ambiente.

Por acreditar nesse equilíbrio humano-meio ambiente, a Aurora Alimentos abraça o cooperativismo não somente como um modelo de negócios, mas, também como uma filosofia de vida, mostrando que é possível unir o individual e o coletivo com desenvolvimento econômico, social, produtividade e crescimento sustentável.

Essa filosofia é a base para as ações e os procedimentos adotados pela Aurora Alimentos em relação ao bem-estar dos animais envolvidos em seu sistema de produção.

De forma responsável e ética, a Cooperativa acredita que qualquer ação ou política adotada para o bem-estar animal deve sempre ser pautada nas liberdades fundamentais dos animais, referenciando-se aqui o Welfare Quality® - instituição internacionalmente reconhecida por sua expertise no assunto.

Essa preocupação reflete-se nas técnicas e procedimentos adotados pela Aurora Alimentos. A Cooperativa fomenta a utilização das melhores práticas para manter a qualidade do produto final, aumentando, assim, a confiabilidade por parte dos consumidores e a credibilidade na marca.

Por isso, em respeito aos compromissos assumidos pela Cooperativa, torna-se fundamental promover, adotar e aplicar as melhores práticas possíveis de bem-estar animal na cadeia produtiva de aves, suínos e leite, bem como, para todos que fazem parte do processo – empregados, produtores, parceiros e fornecedores.

Liberdades fundamentais dos animais
Suínos Na produção de suínos estão sendo desenvolvidos estudos internos, em parceria com universidades e outras instituições, sobre enriquecimento ambiental para estimular o comportamento natural dos animais. Protocolos estão sendo testados com diferentes objetos e, gradativamente, implementados no sistema de produção.

A Cooperativa possui um comitê de bem-estar animal, constituído no ano de 2017, composto por profissionais capacitados. Estes, reúnem-se com o objetivo de acompanhar a evolução do tema na Aurora Alimentos, além de propor novas ações e encaminhamentos que levam à constante melhoria do bem-estar animal.

Uma prática comum dentro da Cooperativa é a utilização de consultorias especializadas na área. O objetivo é desenvolver e aperfeiçoar, de forma constante, as práticas produtivas sustentáveis, que respeitam os animais de produção, além de aderir às novas tendências relacionadas ao tema. Todas essas consultorias possuem registros auditáveis, e, por meio deles, são gerados planos de ação e investimentos na área.

Importante lembrar que a Cooperativa participa, efetivamente, nas conferências sobre bem-estar animal das entidades setoriais, tais como a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Comitê de Bem-estar animal

Suínos

Com hábitos gregários, os suínos são alojados em grupos, em baias projetadas com espaço suficiente para que possam se movimentar.

A cooperativa possui 60% das propriedades com sistema de alojamento de matrizes suínas em baias coletivas. Este dado é atualizado por um senso bianual realizado pela equipe técnica.

Como forma de orientação às equipes de assistência técnica e produtores, a Cooperativa desenvolveu material técnico informativo - Cartilha de Gestação Coletiva de Matrizes Suínas, contendo os princípios de bem-estar animal seguidos pela empresa e as recomendações para construções e adaptações das propriedades.

Sendo assim, todas as propriedades que forem construídas, reformadas ou ampliadas, seguem as recomendações e princípios de bem-estar animal descritos nessa Cartilha.

Periodicamente são realizadas visitas com aplicação de checklist completo, que envolve, além da verificação da evolução da transição do sistema de alojamento de matrizes suínas, a biosseguridade das nossas granjas. O objetivo é manter e evoluir nosso sistema de transição, chegando a 100% até 2045, conforme Instrução Normativa 113, de 16 dezembro de 2020, para granjas já construídas. Para as reformas e ampliações já em andamento, o nosso compromisso de transição se mantém para 2026, sendo que o prazo final da Instrução Normativa 113, é de 1º de janeiro de 2031. Para as novas construções a partir de 2021 é obrigatório que estejam no padrão de gestação coletiva.

Suínos

Aves

Garantimos espaço adequado para as aves expressarem seu comportamento natural de espojar, bater asas e ciscar.

Nenhuma ave do sistema de produção da Aurora é mantida em gaiola.

70% das propriedades de frango de corte da Aurora são aviários do tipo convencional, de pressão positiva, com iluminação natural durante todo o dia.

Atendemos o mínimo de 4 horas de escuro durante a noite. Todas as propriedades possuem o Manual de Manejo e Orientações Técnicas – Frangos de Corte com orientações sobre manejo e bem-estar animal.

Na produção de frangos de corte, a Cooperativa busca o progresso por meio de pesquisas, e a ambiência é um dos fatores de suma importância no processo de produção animal. Há investimento constante em melhorias ambientais nas instalações para proporcionar conforto térmico adequado aos animais, através de controladores de temperatura, umidade relativa, ventilação, iluminação, radiação, entre outros. Estes fatores influenciam diretamente no bem-estar das aves.

Nossos aviários possuem sistemas de aquecimento e resfriamento, conforme a época do ano, proporcionando conforto térmico às aves, permitindo que elas expressem seu comportamento natural. Todas as propriedades de frangos de corte da Cooperativa são asseguradas.

No ano de 2020 a Cooperativa, passou a utilizar somente ovos provenientes de fornecedores que possuem sistema cage-free em 100% de sua produção de industrializados.

A Cooperativa mantém seu compromisso em utilizar somente insumos oriundos de galinhas livres de gaiolas para a produção de seus produtos, com declaração comprobatória do fornecedor. Prova disso é a classificação da Cooperativa no relatório anual da EggLab 2020.

Práticas de manejo

Com os estudos técnicos e as adaptações, a Aurora Alimentos reduziu e, até mesmo, aboliu algumas práticas de manejo utilizadas nos processos. Entre elas, podemos citar:

Em relação a castração cirúrgica dos leitões, a Cooperativa preconiza a adoção da castração imunológica, promovendo maior conforto e menor estresse aos animais. Porém, quando não for possível, a prática deve ser realizada, por recomendação técnica, com uso de anestésico. No entanto, conforme a Instrução Normativa 113, de 16 de dezembro de 2020, todas as granjas terão até o dia 1º de janeiro de 2030 para utilizar analgesia e anestesia em toda e qualquer castração cirúrgica, independente da idade do animal.

O corte de dentes dos leitões não é uma prática recomendada nas granjas. A Cooperativa atende as orientações da Instrução Normativa 113, de 16 de dezembro de 2020, que proíbe o corte dos dentes, e utiliza os procedimentos recomendados pelo Código Sanitário da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE - Organização Internacional de Epizotias), que é o desbaste dos dentes (mas somente se o bem-estar da fêmea ou a face dos leitões da leitegada estiver comprometida).

praticas manejos aves

Não adotamos a prática de debicagem na criação de aves, em nenhuma fase de produção.

A Cooperativa opta somente pela adoção a Imunocastração, por ser uma prática menos invasiva.

praticas manejos aves

Na criação de aves, a prática da debicagem não é realizada pela Cooperativa, somente a Empresa que fornece os animais realiza esta prática. A Cooperativa não possui produção de ovos comerciais.

Referente ao corte da cauda dos leitões, a prática é realizada seguindo procedimentos técnicos mundialmente reconhecidos pelo Código Sanitário da OIE (Organização Mundial de Saúde Animal), no qual somente é retirado 2/3 da cauda até o terceiro dia de vida. Este manejo é necessário para a manutenção do bem-estar animal. No entanto, conforme Instrução Normativa 113, de 16 de dezembro de 2020, o corte de cauda será realizado apenas no terço final da cauda e até o terceiro dia de vida.

Programa abate humanitário

A Cooperativa Central Aurora Alimentos é uma das primeiras empresas brasileiras a aderir ao Programa Nacional de Abate Humanitário reconhecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pela Organização de Proteção Animal (WAP).

Unidades frigoríficas

100% dos nossos animais são insensibilizados antes do abate nas Unidades Frigoríficas.

A Aurora Alimentos segue os preceitos de bem-estar animal e adota as premissas do Programa de Abate Humanitário. Por isso, todas as Unidades Frigoríficas possuem uma infraestrutura adequada para o conforto dos animais.

Cada uma das Unidades possui área de espera com mecanismos para o controle do ambiente, além de coberturas com sombreamento planejadas, estruturalmente, para garantir a circulação de ar.

No caso das AVES, as unidades possuem mecanismos de aspersão e ventilação. Para os SUÍNOS, existe uma infraestrutura adequada com pisos antiderrapantes, sendo feita a higienização a cada troca de lote. Tanto para aves como para suínos, as densidades são respeitadas para que os animais possam se locomover, deitar e transitar com facilidade.

Para reforçar a nossa preocupação e a seriedade com a qual adotamos os princípios do Programa, no ano de 2019 e 2020, adquirimos, para as Unidades Frigoríficas, o Insensibilizador de Suínos Emergencial, aprovado pelo MAPA, para, em casos de sinistro com carga viva, realizar a eutanásia sem dor e sofrimento para os animais.

Nosso Insensibilizador Emergencial possui grau de proteção IP42, adequado às normas NR-10, atendendo aos requisitos da comunidade europeia e às exigências de bem-estar animal.

Além disso, em respeito aos mercados com os quais mantemos relações, e de acordo com as diferentes culturas e religiões, a Cooperativa adota as diretrizes Halal para o abate. Especificamente para esse mercado, as aves são insensibilizadas antes do abate, sendo feito de acordo com as certificadoras que atestam a idoneidade do processo, ou seja, que os animais estavam vivos no momento da sangria.

Suínos Frigorífico Aurora Chapecó I
Bem Estar Animal

Programa de Bem-Estar Animal

O programa monitora e aperfeiçoa todas as etapas da cadeia produtiva, desde a criação, alimentação, alojamento, transporte e abate dos animais, além de minimizar as perdas nos processos de produção, contribuindo com os compromissos de sustentabilidade da Cooperativa.

A Aurora Alimentos confia na excelência dos seus três alicerces: as instalações projetadas, os animais e as pessoas envolvidas durante todo o sistema de criação.

Desde 2008, ela investe constantemente em educação, melhorias de instalações e processos, além da modernização de conceitos produtivos, por meio da criação do Programa de Bem-Estar Animal.

O Programa promove o aproveitamento mais adequado de todos os recursos utilizados para a produção e a redução dos prejuízos, gerando ganhos de diferenciação por meio de práticas alinhadas de forma eficiente do início ao fim da cadeia produtiva.

Essa crença, aliada às práticas corretas de bem-estar animal, diferenciam a Aurora no mercado de produção de alimentos, proporcionando ganhos que são compartilhados por todos os agentes da cadeia produtiva e garantindo à sociedade um produto de qualidade.

Os conceitos de bem-estar animal da Cooperativa Aurora são atualizados através dos maiores fóruns mundiais de tratativas do tema, seguindo os quatro princípios de avaliação instituídos pela Welfare Quality.

Programa de Bem-Estar Animal
Nossas práticas

Nossas práticas

Acreditamos na transformação do mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos.

Com a missão de "Valorizar a qualidade de vida no campo e na cidade, produzindo alimentos de excelência" e a visão de "Ser referência como Cooperativa fornecedora de alimentos", a Cooperativa adota como prática quatro pilares: a excelência de uma boa alimentação, a construção de alojamentos adequados, um transporte eficiente e profissionais especializados. Tudo muito bem estruturado para garantir a qualidade em todas as etapas – da criação até a sua casa.

Se você ficou com alguma dúvida sobre os nossos processos, a nossa equipe de especialistas pode te ajudar.

Treinamento e capacitações

Todas as práticas estruturais e de manejo aplicadas no sistema de produção visam beneficiar a adaptação do animal ao meio no qual ele está inserido.

Anualmente, são realizados treinamentos para toda equipe técnica, produtores e funcionários das Unidades Frigoríficas sobre bem-estar animal para que as práticas corretas de manejo implementadas no campo sejam realizadas de forma a atender a boa relação entre homem e o animal.

Como forma de certificação de nossas propriedades, a Cooperativa possui implementado o programa Propriedade Rural Sustentável, que normatiza os procedimentos de avaliação e classificação das propriedades rurais como sustentáveis, com critérios que contemplam todos os programas de capacitações implementados pelo Sistema Aurora, com aplicação de checklist específico, onde possuem os indicadores de bem-estar animal.

Treinamento e capacitações
SAC AURORA - 0800 011 3500
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta das 08h00 às 18h00.
Sábado das 08h00 às 15h00.
Aurora

Copyright® Aurora - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por BRSIS